Artigos

CÓDIGO DE SEGURANÇA PARA LANÇAMENTO DE FOGUETES DE GARRAFA PET

1. OBJETIVO

Em que pese ser uma atividade divertida, é imperativo que todos aqueles envolvidos em uma operação de lançamento de minifoguetes estejam cientes dos riscos envolvidos e estejam preparados para conduzir a operação de lançamento dentro de critérios de segurança.

Vale lembrar que o Código de Segurança ora proposto visa não somente à proteção dos participantes da atividade, mas, também, das pessoas que, mesmo não participando da atividade, possam sofrer suas consequências. Portanto, é fundamental que as regras a seguir apresentadas sejam lidas, entendidas e seguidas, à risca, por TODOS aqueles envolvidos em uma operação de lançamento.

2. FOGUETE À ÁGUA

É definido como sendo qualquer foguete no qual a força de empuxo é gerada a partir de um gás (ar comprimido) a baixa temperatura atuando sobre um líquido inerte (água). Para efeito deste Código de Segurança, admite-se que os foguetes serão construídos com garrafas PET de 2 litros.

3. MATERIAIS

Meu foguete será construído com materiais leves, tais como: papel, plástico e fita adesiva. Eu não usarei material metálico em qualquer parte do foguete.

4. CÂMARA DE PRESSÃO

Somente utilizarei para esse fim garrafas de refrigerante gaseificado tipo PET, novas, que não apresentem danos de qualquer natureza. Descartarei e inutilizarei uma garrafa após a mesma ter sido pressurizada 15 vezes. A pressão a ser utilizada será de, no máximo, 75 libras por polegada quadrada (75 psi), equivalente a cinco vezes a pressão atmosférica, aproximadamente. Eu não utilizarei cola quente para fixar as empenas ou qualquer outra parte do foguete na garrafa que compõe a câmara de pressão. Para esse fim somente utilizarei fita adesiva de qualidade comprovada. Durante a construção, testes ou lançamento eu não manusearei ou me aproximarei de um foguete cuja câmara esteja pressurizada.

5. SISTEMA DE PRESSURIZAÇÃO

Eu utilizarei um sistema de pressurização manual (tipo bomba de encher pneu de bicicleta), contendo um indicador de pressão (manômetro), lembrando que, em nenhuma hipótese, a pressão poderá ultrapassar 60 psi (cinco vezes a pressão atmosférica, aproximadamente). Meu sistema permitirá que o foguete seja pressurizado, despressurizado (se necessário) e lançado de uma distância segura.

6. SEGURANÇA NO LANÇAMENTO

Eu utilizarei uma contagem regressiva antes do lançamento e garantirei que os expectadores permaneçam a uma distância superior a 10 metros, da plataforma de lançamento. Qualquer observador dentro de uma área de 5 metros de distância deverá portar proteção ocular (óculos de segurança) enquanto o foguete estiver pressurizado. Eu assegurarei que as pessoas na área de lançamento estejam sempre cientes da iminência do lançamento do foguete e possam ver o foguete antes que eu comece a contagem regressiva de dez segundos. Eu cuidarei de jamais apontar o foguete em uma direção onde possa provocar danos. Se o meu foguete sofrer alguma falha de lançamento, eu não permitirei que alguém se aproxime do lançador até que o mesmo tenha sido despressurizado. Eu esperarei um minuto depois da falha de lançamento antes de permitir que alguém se aproxime do lançador.

7. PESO

Meu foguete, quando vazio (seco), pesará no máximo, 500 gramas.

8. ESTABILIDADE

Eu verificarei a estabilidade do meu foguete antes do seu primeiro voo, exceto quando lançar um foguete de estabilidade já comprovada.

9. CARGA ÚTIL

Meu foguete nunca transportará animais e nem carga útil que seja intencionada para ser inflamável, explosiva, ou prejudicial à saúde ou ao meio ambiente.

10. LOCAL DE LANÇAMENTO

Eu lançarei o meu foguete em área limpa e externa livre de árvores altas, de fios elétricos, prédios e vegetação. Para o foguete feito com garrafas PET de 2 litros, o local de lançamento deverá ter, pelo menos, 100 metros de extensão por 30 metros de largura.

11. BASE DE LANÇAMENTO

Eu lançarei o meu foguete a partir de uma base estável de lançamento que guie o meu foguete rigidamente, até ele atingir uma velocidade adequada para garantir um voo seguro. Eu nunca ajustarei o dispositivo de lançamento na posição vertical.

12. CONDIÇÕES DE LANÇAMENTO

Os lançamentos devem ser supervisionados pelo professor responsável pela equipe.

13. TESTES DE PRÉ-LANÇAMENTO

Quando conduzindo atividades de pesquisa (testes) com foguete de projeto ou procedimentos ainda não comprovados eu irei, quando possível, determinar a confiabilidade e segurança do foguete através de testes de pré-lançamento. Eu conduzirei os testes de pré-lançamento deste foguete somente com a presença de pessoas que estejam participando do lançamento. Para minimizar os riscos, os testes de lançamento deverão ser realizados somente com ar comprimido, ou seja, sem água e com uma baixa pressão, 30 psi, por exemplo.

14. ÂNGULO DE LANÇAMENTO

Minha plataforma de lançamento será ajustada com, no mínimo, 60 graus de elevação e, no máximo, 80 graus de elevação. Eu nunca usarei motores de foguete para impulsionar qualquer dispositivo horizontalmente.

15. RISCOS DE RECUPERAÇÃO

Se um foguete ficar preso a um fio elétrico ou em outro local perigoso, eu não tentarei soltá-lo e procurarei o socorro adequado junto às autoridades públicas (Corpo de Bombeiros e Polícia local). Declaro estar ciente, e de acordo, com todas as regras estabelecidas neste documento, comprometendo-me a cumprir rigorosamente todas as regras de conduta de segurança nele estabelecidas e assumindo inteira responsabilidade pelas consequências do seu uso.